BioPeixe.com

Bio Beixe

Tudo o conhecimento para o seu aquario

Voltar para a : Catálgo das Plantas

Teve 853 views
Aponogeton Crispus
Ruffled Aponogeton - Aponogeton Crispus

Thunberg, 1845

Família :
Aponogetonaceae
Gênero :
Aponogeton
Nome Científico :
Aponogeton Crispus
Nome Comum :
Ruffled Aponogeton
Origem :
Ásia -
País de Origem :
Subcontinente indiano, BangladeshIndia, Sri Lanka
Estrutura da planta :
Bolbos
Tamanho:
23 – 50
Dureza da água :
2 - 3
PH :
6 - 7
Temperatura ºC :
22 – 28
Tipo de substrato :
Cascalho fino
Substrato Fertil :
Sim
Descrição do solo :
Terá melhor resultado com águas ácidas e um bom substrato fertilizante
Decessidade de Luz :
Baixa / Média
Crescimento :
Rápido
Necessidade de Co2 :
Média
Localização no Aquario :
Frente
Manutenção :
Média
Ruffled Aponogeton - Aponogeton Crispus

Thunberg, 1845

Descrição Caracteristicas e Aspectos

[sociallocker]

A aponogeton crispus, o rizoma tem a forma de tubérculo com 1 a 4 cm de diâmetro. As folhas, de base arredondada, são translúcidas e apresentam uma coloração do verde-claro ao escuro. O limbo é levemente crispado (de onde provém o nome específico de críspus) e tem 3 a 5 cm de largura por 30 cm de comprimento. Tem 3 a 4 nervuras longitudinais paralelas de cada lado da nervura central. Os pecíolos têm 30 a 35 cm de altura. A inflorescência consiste numa espiga emersa com 10 a 15 cm de altura, com flores brancas. Existem duas espécies semelhantes: a Aponogeton Elongatus e a Aponogeton Undulatus.

Geralmente, as plantas que se encontram no mercado aquariófilo, aquarismo designadas por este nome, não são mais do que híbridos com aspecto bastante semelhante. De facto, estas plantas cruzam-se facilmente com outras espé¬cies do mesmo género. As mais frequentes são: Aponogeton Undulatus, Aponogeton elongatus e a Aponogeton Ulvaceus. Estes híbridos florescem durante todo o ano mas, ao fim de pouco tempo, deixam de produzir sementes férteis.

A única forma de termos a certeza de adquirir a forma pura é através de rizomas recém-importados. A Aponogeton Críspus é uma das espécies desta família que melhor se adapta em aquário. Suporta bem água com características bem diferentes da dos locais de origem.

No nosso País, desenvolve-se e reproduz-se perfeitamente, conservada em água da torneira. Como em todas as outras Aponogeton, devemos ter o cuidado de não enterrar demasiado o rizoma na areia, pois isso pode originar o seu apodrecimento. Quando isto acontece, podemos algumas vezes salvar a planta cortando a parte afectada, facilmente detectável pelo seu cheiro nauseabundo, coloração escura e consistência mole.

Um solo constituído por areia grossa e argila serve perfeitamente as exigências desta planta. Só as raízes devem ficar enterradas na areia, de forma a haver uma boa circulação de água à volta do rizoma. A reprodução desta espécie é fácil de conseguir. A floração aparece geralmente de Maio a Junho e de Setembro a Outubro. Com um pincel de sedas finas, praticamos uma polinização artificial, fazendo-o passar suavemente sobre a inflorescência.

Ao fim de algum tempo, formam-se os frutos de aspecto granuloso sobre a espiga. Quando maduros, destacam-se e caem. Devemos fazer germinar as sementes num pequeno recipiente, colocando-as sobre areia e cobrindo-as com uma camada de água com 1 a 2 cm de altura, a 26-27° C.

[/sociallocker]

 

Videos
Mapa (Área de distribuição)
Ásia - Subcontinente indiano, BangladeshIndia, Sri Lanka
Foto
Trichopodus trichopterus
Potamogeton Filiformis
O nosso grupo no Facebook
Potamogeton Filiformis
Aqualon-2010-Janeiro-Fevereiro-Marco
The Aquarium
Copyright © 1983- 2019 todos os direitos de autor reservado. Todas as informações e fotografias contidas nesta página não podem ser reproduzidas, mesmo parcialmente, sem o acordo do autor.
Uma paixão que já dura desde da década de 80, mais precisamente em 1983, o ano da descoberta do mundo da aquariofilia com o meu primeiro aquário de 60 litros, neste momento posso dizer que tenho um conhecimento médio/alto. Bio-Peixe Grupo no Facebook ou Facebook