BioPeixe.com

Bio Beixe

Tudo o conhecimento para o seu aquario

Categoria: Iluminação

Esta página teve 963 views
A luz do sol iluminação natural será ideal para o aquário

A iluminação natural ou artificial

A luz do sol iluminação natural será ideal para o aquário A iluminação natural ou seja a luz, quer que seja solar ou não, faz parte de uma vasta gama de radiações, chamadas eletromagnéticas a que pertencem também os raios X, a rádio, a televisão, o radar etc. A energia luminosa propaga-se a uma velocidade constante e através de movimentos ondulatórios semelhantes ao efeito das ondas na aguas. A luz é formada por diversas radiações mais ou menos delimitadas por determinados comprimentos de onda. As várias radiações que constituem a luz solar formam o chamado espectro solar. Cada uma destas radiações tem determinada coloração, e do seu conjunto resulta a luz vulgarmente chamada luz branca. A dissociação da luz solar das diversas radiações coloridas constituintes, podem ser obtida experimentalmente fazendo passar um raio luminoso através de um prisma de vidro, este processo ocorre naturalmente através das gotículas da água em suspensão na atmosfera, dando origem ao conhecido arco-íris.

Constatamos assim que neste espectro solar visível pelo olho humano, as radiações coloridas ficam distribuídas
do violeta ao vermelho-escuro com as diversas colorações intermediárias. CadaA luz do sol iluminação natural será ideal para o aquário
uma destas cores está mais ou menos definida por determinados comprimentos de onda. O comprimento de onda mede-se através de uma unidade chamada nanómetro (abreviado, nm) que corresponde a um milionésimo de um metro. Abaixo das radiações com 380 nm ficam as radiações ultravioletas, já não visíveis para os humanos.

Depois temos o violeta compreendido aproximadamente entre os 380 e os 430 nm, o azul entre os 430 e os 470 nm, o azul esverdeado entre os 470 e os 500 nm, o verde entre os 500 e os 560 nm, o amarelo entre os 560 e os 600 nm, o laranja entre os 600 e os 640 nm, o vermelho claro entre os 640 e os 710 nm, o vermelho escuro entre os 710 e os 780 nm, e depois começam os infravermelhos já não são visíveis por nós mas sentimos o seu efeito sob a forma de calor.

Cada uma destas radiações luminosas natural tem uma determinada temperatura de cor que é mais elevada nos chamados tom frio, constituídos pelos azuis e verdes e mais baixa os alaranjados e os vermelhos, vulgarmente designados por tons quentes. De todas estas radiações, as que sensibilizam mais a visão humana em temos de intensidade luminosa (mais luz) são as compreendidas entre os 500 e os 600 nm, por tanto de coloração próxima do verde. Mas afinal o que é a cor? Cada matéria absorve determinadas radiações luminosas e refletem ou deixa-se atravessar por outras. São estas radiações refletidas ou filtradas pelos diversos objetos que determinam para nós a sua coloração. Por exemplo, uma bola pintada com um determinado material que refletem o vermelho e absorve todas as outras radiações é para nós, uma bola vermelha. Tendo em consideração este fator, veja agora para as nossas plantas.
A iluminação natural tem um efeito em todas as plantas. Todas as plantas têm clorofila que é de cor verde, A luz do sol iluminação natural será ideal para o aquárioembora se possa encontrar mais ou menos visível como já vimos. Ora se a clorofila é verde, isso significa que as radiações de cor verdes é que são refletidas, portanto não aproveitadas pelos vegetais, e só as outras radiações constituintes do espectro solar é que são absorvidas pelas plantas. Chegamos portanto a conclusão de que, de modo geral um aquário bem iluminado para nós significa para as plantas um meio escuro em termos de função clorofila. E como sabemos sem realizar a fotossíntese, as plantas não podem sintetizar os alimentos necessários ao seu desenvolvimento. A função clorofila das plantas, para realizar-se, tem necessidade de dispor principalmente das radiações azuis (430 a 470 nm), laranja (600 a 640), e vermelhos (640 a 750 nm). Este é o problema básico que irá determinar a composição espectral da fonte luminosa artificial.

 

Macropodus opercularis
Macropodus opercularis
planta aquario potamogeton natans
Potamogeton Natans
O nosso grupo no Facebook
Potamogeton Natans
Practical Fishkeeping - 2016 - 04-Abril
Copyright © 1983- 2020 todos os direitos de autor reservado. Todas as informações e fotografias contidas nesta página não podem ser reproduzidas, mesmo parcialmente, sem o acordo do autor.
Uma paixão que já dura desde da década de 80, mais precisamente em 1983, o ano da descoberta do mundo da aquariofilia com o meu primeiro aquário de 60 litros, neste momento posso dizer que tenho um conhecimento médio/alto. Bio-Peixe Grupo no Facebook ou Facebook