BioPeixe.com

Bio Beixe

Tudo o conhecimento para o seu aquario

Categoria: Iluminação

Esta página teve 822 views
Como saber a necessidade real de iluminação para o aquário

Saber a necessidade real de iluminação para o aquário

é uma das primeiras preocupações que tem de ter quando se decide ter um aquário plantado. A primeira coisa a calcular-se é a potência elétrica máxima aceita pela calha. Exemplo clássico de um aquário de 400 Litros com calha, 2 tubos florescentes de 15 Watts e 2 tubos florescentes de 18 Watts, ou seja 66 Watts. Vai se ver mais à frente que esta potência é insuficiente. Alterar a calha (é uma opção dispendiosa) ou suprimir para passar à uma iluminação HQL ou HQI (mais dispendiosos), trata-se de um facto limitativo que vai ser necessário tomar em consideração.

Fórmula aproximativa

Como saber a necessidade real de iluminação para o aquárioUma fórmula aproximada indica que é necessário cerca de 1 Watt para 2 ou 3 litros de água real contida no aquário. Isto dá para o nosso aquário de 400 Litros (que contem cerca de 300 Litros de água), entre 100 e 150 Watts. Observará se por vezes, que a calha é sob dimensionada perante a dimensão do aquário.
Se não se pode acrescentar mais tubos florescentes, vai ser necessário otimizar a iluminação o melhor possível. Para o efeito, deveremos escolher os tubos florescentes de grande potência luminosa, perante o seu consumo em Watts e mais a melhor qualidade de luz possível.

Com efeito, se a luz é demasiado fraca, teremos que adaptar a calha as quantidade de luz necessárias as plantas. Neste caso, não se vai ter em conta a valorização dos peixes mais vamos dar a prioridade às plantas. Ter peixes que não sejam tão bonito como deveriam, seria lamentável, mas ter um aquário com as plantas que morrem, ou que são invadidas por algas, é que é intolerável, o que provoca um desequilíbrio dentro do aquário. Os dois critérios que teremos que escolher será o rendimento do tubo florescente (a uma potência luminosa expressa em Lux comparada com a potência elétrica expressa em Watts) e a qualidade da luz (o seu espectro).

Exemplo preciso:

Uma regra mais precisa do cálculo da potência luminosa necessária é a seguinte: é necessário entre 20 e 35 Lux por litro de água realmente contido dentro do aquário. Por exemplo um aquário de 400 Litros: entre 6000 e 10500 Lux. Tomam o exemplo de um bom tubo florescente de 15 Watts correspondente à 650 Lux, 18 Watts correspondem à 1100 Lux. No nosso exemplo da calha de 400 Litros dá-nos 2×650+2×1100 = 3500 Lux! Está-se por conseguinte muito abaixo do valor mínimo. Onde o interesse de pôr os melhores tubos florescentes disponíveis… Ou passar ao HQL ou HQI se tem-se o orçamento!

Atenção!

É preferível (se poder escolher!) de ter tubos florescentes longos que é equivalente além dos curtos, com efeito o rendimento dos grandes tubos florescentes é melhor que o dos pequenos (para uma mesma marca e um mesmo modelo).

Outra indicação importante relativa aos tubos florescentes, e a sua potência luminosa diminui muito rapidamente do tempo (por conseguinte igualmente o rendimento). Isto é igualmente verdadeiro para as lâmpadas HQI e HQL mas em menor escala. Diz-se que a potência luminosa reduz-se de 20% durante as 100 primeiras horas de uso e de seguidamente mais lentamente. O que implica que no caso sob iluminação, é necessário alterar os tubos florescentes todos os 6 meses.

Tenta se neste caso não alterar todos os tubos florescentes ao mesmo tempo, mas espaçar as mudanças de um ou dois meses. Aquilo evitara as variações demasiado brutais da qualidade da iluminação que vão pressionar as plantas e parar temporariamente o seu crescimento. Se o vosso aquário é bem iluminado, uma mudança dos tubos florescentes todos os anos pode ser suficiente (para tubos de boa qualidade).

Trichopodus trichopterus
Aponogeton Desertorum
Aponogeton Desertorum
O nosso grupo no Facebook
Aponogeton Desertorum
The Aquarium
Practical Fishkeeping - 2016 - 09-Setembro
Copyright © 1983- 2019 todos os direitos de autor reservado. Todas as informações e fotografias contidas nesta página não podem ser reproduzidas, mesmo parcialmente, sem o acordo do autor.
Uma paixão que já dura desde da década de 80, mais precisamente em 1983, o ano da descoberta do mundo da aquariofilia com o meu primeiro aquário de 60 litros, neste momento posso dizer que tenho um conhecimento médio/alto. Bio-Peixe Grupo no Facebook ou Facebook