BioPeixe.com

Bio Beixe

Tudo o conhecimento para o seu aquario

Categoria: Doenças

Esta página teve 718 views
O Piolho (Argulus) dos peixes de aquario

O Piolho (Argulus) dos peixes de aquário,

é muitas vez introduzido no aquário pela uma recolha de plantas na natureza. Quando afectado, o peixe fica abatido e deixa de se alimentar correctamente, fica visivelmente com um aspecto fraco.Um dos sintoma mais comum, é ver o peixe coçar a barbatana contra as pedras ou o substrato do fundo. Pode atacar qualquer parte do corpo do peixe, mas é mais comum encontrar-se nas nadadeiras dos peixes. O Argulus ou piolho, é visível, mas por ser muito pequeno aproximadamente 8mm é fica difícil de se ver.

Mas se tiver-mos atentos poderemos ver pequenos parasitas circulares e transparentes agarrados à pele do peixe. O piolho fixam-se ao corpo do peixe por meio de ventosas e alimentam-se do sangue do hospedeiro. As fêmeas soltam-se para a postura dos ovos, após a eclosão, as crias procuram novos hospedeiros. O parasita é facilmente transmitido quando se faz a manutenção de vários aquário sobre tudo quando se introduzem um peixe ou planta vindo de um outro aquário desconhecido, ou qualquer outro utensílio contaminado.

Piolho (Argulus) dos peixesTratamento:

Pegue no peixe e arranque os parasitas com uma pinça, trate a ferida com um antisséptico. Deite no aquário, um preparado farmacêutico patenteado para matar as larvas. Nos casos graves junte Metriponate (1,125 a 1,8 mg por cada 4,5 litros de água). Uma boa solução é sempre que adquirir os seus peixes, ver se estão saudáveis e sobretudo sabemos a sua procedência, e sempre efectuar uma quarentena antes de os introduzir do nosso aquário, este procedimento também devera ser feito com as plantas.

Trichogaster microlepis
planta aquario potamogeton lucens
Potamogeton Lucens
O nosso grupo no Facebook
Potamogeton Lucens
Practical Fishkeeping - 2016 - 02-Fevereiro
Copyright © 1983- 2019 todos os direitos de autor reservado. Todas as informações e fotografias contidas nesta página não podem ser reproduzidas, mesmo parcialmente, sem o acordo do autor.
Uma paixão que já dura desde da década de 80, mais precisamente em 1983, o ano da descoberta do mundo da aquariofilia com o meu primeiro aquário de 60 litros, neste momento posso dizer que tenho um conhecimento médio/alto. Bio-Peixe Grupo no Facebook ou Facebook