BioPeixe.com

Bio Beixe

Tudo o conhecimento para o seu aquario

Categoria: Artigo

Esta página teve 1.208 views
15 Recomendações uteis para manter o seu aquário limpo

Uma pequena lista de 15 Recomendações úteis para manter um aquário limpo.

Deixamos-lhe algumas recomendações, sobre o que não deve fazer ao seu aquário e aos seus peixes, e o que deve entender como proibido. Os cuidados mais importantes a se ponderar ao criar peixes em aquários, que os peixes, são animais totalmente dependentes para ficarem vivos e saudáveis, não dependem de nós. Os peixes necessitem certos cuidados e respeito, além de ser do nosso dever oferecer as melhores condições possíveis de vida para eles, dentro do aquário.

recomendações para seu aquário1 – Não compre o aquário e os peixes ao mesmo tempo

Não se precipite, esta é uma das primeiras recomendações que dou a todos que querem começar . Primeiro compre ou construa o seu aquário. Monte-o e equipa-o. Ponha-o a funcionar durante alguns dias, ou mesmo uma semana. Só então, caso tudo esteja a funcionar na perfeição, deve comprar os seus peixes. Se você colocar muitos peixes de uma vez só em seu aquário, as colônia de bactérias não serão suficientes para combaterem com o aumento excessivo e rápido de dejectos que os novos habitantes vão produzir. Com isso, o amônia e o nitrato poderão alcançar facilmente níveis tóxicos, sendo letais para os seus peixes.

2 – Não escolha apenas o mais barato

Muitas vez apesar de se uma das recomendações, nem sempre é bem entendida.  Existem algumas coisas que são vitais para o bom funcionamento de um aquário. O filtro, o aquecedor e uns testes de boa qualidade são essenciais para evitarmos desastres no aquário.

3 – Não misture os peixes incorrectamente

Os novatos Aquariofilista tem a tendência a querer em seus aquários uma grande variedade de peixes e com diferentes formas, infelizmente, nem todos os peixes que está à venda nas lojas pode ser compatível. Primeiramente escolha uma boa loja para efectuar a compra e, de preferência, que tenha informações sobre peixes. Se tiver dúvidas, peça sempre ajuda ao vendedor (apesar de que isso muitas vezes não nos tirar as nossas duvidas). Será sempre bom leve anotado a características do seu aquário.

4 – Não esqueça de fazer correctamente a climatização dos seus peixes

Esta é uma das principais recomendações que se da aos novatos. Isto é motivo de muita confusão entre algumas pessoas e existem várias opiniões diferentes dependendo do local onde você compra os seus peixes. Quando você compra um peixe em uma loja, você deve sempre informar quanto tempo vai demorar até chegar a casa, para que seu peixe seja adequadamente embalados com a quantidade correcta de água e oxigênio. Sempre leve seu peixe directamente para casa.

5 – Não introduza muitos novos peixes de uma só vez

Primeiro introduza alguns peixes, observe-os durante uns dias, veja como se ambientam, qual o seu comportamento e que zonas do aquário ocupam. Só depois, com base em toda a informação recolhida, deve trazer os novos peixes. Com exceção de algumas espécies, você nunca deve colocar muitos peixes em seu aquário. Tudo se resume nas bactérias e, se não existirem em quantidade suficiente em seu aquário para consumirem a amônia gerada pelos peixes, eles acabarão envenenados com a própria amônia que produzirem.

6 – Não ao sobrepovoa o seu aquário

Esta é uma das recomendações que não é seguida em muitos casos. Tudo tem um limite de lotação, principalmente um ecossistema. Mantenha o seu aquário em equilíbrio e não tenha por mais peixes do que aqueles que o seu aquário comporta. Uma boa população é ter apenas um centímetro de peixe, sem contar a cauda, por cada litro de água.

7 – Não dê comida em excesso

Esta é uma das recomendações que da para compreender que é um pouco complicado a por em pratica. Ao cabo de 10 minutos de ter a comida à disposição, com a ajuda da rede, retire todas as partículas de alimento que sobejaram. O excesso de comida é uma das causas mais comum da morte dos peixes. O tipo de peixe que você terá em seu aquário determinará a quantidade e que variedade de comida que você terá que disponibilizar para eles.

8 – Não deixe a iluminação excessivamente ligada

Uma causa comum nos problemas com as algas. Sem contar com o fosfato, amônia e o nitrato, se você tem com freqüência problemas com algas, você simplesmente deve estar com a iluminação de seu aquário ligada durante muito tempo.

9 – Não fazer uma limpeza dramáticas

Não exagere nas limpezas. Nada de começar a remover tudo o que está dentro do aquário, stressando os peixes, sempre que julga que está sujo. Mantenha uma rotina de manutenção racional, renova uma parte da água duas vezes por semana, mas nunca mais do que 20% da água, e a limpeza mensal, aí sim, deve ser mais exaustiva. Caso o seu aquário esteja realmente muito sujo, não opte por uma limpeza drástica. Vá limpando um pouco todos os dias e mudando 20% da água todos os dias, até o aquário ficar limpo e a água transparente.

10 – Não se fie nos peixes para aspirar o fundo

Deve ter peixes que prefiram o fundo do aquário e outros que se dediquem a alimentar-se da comida que se deposita no chão do aquário, caso de pequenos camarões e outros peixes que varrem literalmente as impurezas, ajudando a manter uma boa qualidade da água. O que não deve é delegar-lhes todo o trabalho e fiar-se de que isso basta para manter a água limpa. Eles já fazem uma boa parte, mas a responsabilidade é sua. Nada de ter o aquário sujo.

11 – Não contamine o aquário

Certifique-se de que tudo o que introduzir no aquário não vai contaminar a água ou intoxicar os peixes. Garanta que nada esteve em contacto com sabão, lixívia, pesticidas ou qualquer outro elemento químico nocivo. Muitas plantas de plástico que adoraria ver no aquário não foram produzidas para o efeito, pelo que podem ser tóxicas. Mesmo algumas rochas e gravilha para o fundo, podem ter minerais indesejados. Compre as decorações, o fundo e as plantas apenas nas lojas da especialidade.

12 – Não aos pesticidas

Quer tenha um lago no jardim ou um aquário em casa, nunca use pesticidas nas plantas ou árvores que lhes estejam perto. O vento ou mesmo o pulverizador pode lançar parte do veneno para dentro da água e, por pequena que seja, essa quantidade pode ser fatal.

13 – Não deixe de lavar as mãos, quando for manusear o seu aquário

Antes de colocar as mãos na água do aquário, ou antes de tocar em qualquer elemento que tenha de entrar na água, lave sempre muito bem as mãos com sabão e enxague as abundantemente várias vezes. O mais inofensivo creme para as mãos pode envenenar a água. Deve voltar a lavar bem as mãos depois de ter mexido na água do aquário.

14 – Não reponha água sem retirar alguma

Com a ideia de que se está apenas a repor a água que se evaporou, muitas pessoas simplesmente colocam água no aquário. Um erro comum que pode alterar os níveis minerais da água, desestabilizar o equilíbrio do meio e incorrer em problemas de saúde para os peixes. Deve sempre primeiro remover alguma água, e só depois introduzir água fresca no aquário.

15 – Não pare de procurar mais conhecimento

A partir do momento que você tiver o seu primeiro aquário e começar a aprender os cuidados necessário para criar peixes, sua aprendizagem começará. Mas não se preocupe, pois não é igual à da escola. É muito mais divertido! Sem sombra de dúvidas, você iniciará criando vários tipos de peixes e plantas, tentando aprender cada vez mais.

Não ateima da tentativa e erro, o melhor é sempre estudar muito e ganhar experiência lendo todo o material que puder, tanto em livros como em pesquiza na internet. Todo experiente aquariofilistas ou criador já foi um iniciante a tempos atrás , muito de seu conhecimento veio da dedicação de querer estudar dos peixes e plantas em livros e revistas da especialidade. Conforme você for ganhando experiência, você pode querer ter sua própria criação de peixes.

E, estudando novamente, poderá obter crias de sua espécie favorita. Só assim você poderá fazer com que isso realmente aconteça. Muitos dos especialistas mundiais são simples aquariofilistas que estudam tudo que encontrem sobre o assunto, aplicando os novos conhecimentos à experiência que já possuem de longa data. Dessa maneira, você poderá ser rapidamente um experiente aquariofilistas.

Trichogaster labiosa
Aponogeton Crispus
O nosso grupo no Facebook
Aponogeton Crispus
The Aquarium
Copyright © 1983- 2019 todos os direitos de autor reservado. Todas as informações e fotografias contidas nesta página não podem ser reproduzidas, mesmo parcialmente, sem o acordo do autor.
Uma paixão que já dura desde da década de 80, mais precisamente em 1983, o ano da descoberta do mundo da aquariofilia com o meu primeiro aquário de 60 litros, neste momento posso dizer que tenho um conhecimento médio/alto. Bio-Peixe Grupo no Facebook ou Facebook