BioPeixe.com

Bio Beixe

Tudo o conhecimento para o seu aquario
Esta página teve 33 views
O Trichogaster trichopterus (Gourami Azul) um peixe resistente para o seu aquário

Os Gourami Azul (Trichogaster trichopterus) estão entre os peixes de aquário mais resistentes. Uma variação de cor do Gourami de Três Pontos, eles ostentam apenas dois pontos, um no centro do corpo e um segundo no pentagrama caudal (início da cauda). Onde fica o terceiro lugar? É o olho! Geralmente azul prateado, suas cores mudam consideravelmente com o seu humor. Durante a desova, eles adquirem uma tonalidade azul muito mais profunda. A variação Opaline não tem pontos e tem uma marmorização azul mais escura e raramente está disponível para venda.

Trichogaster trichopterus

Gourami Azul Macho

Gourami Azul (Trichogaster trichopterus) geralmente são espécies ocorre são encontradas em todo o sudeste da Ásia. Pode ser encontrado na bacia do rio Mekong, no sul da China, Vietnã, Laos, Camboja, Tailândia, Mianmar, Malásia, Sumatra, Java e Kalimantan. Fora de sua escala nativa, foi introduzido em Sulawesi, Filipinas, Taiwan, Papua Nova Guiné, as ilhas de Reunião, Seychelles, Namíbia, República Dominicana, Porto Rico e Colômbia. O Gourami azul frequenta pântanos rasos de baixa altitude, pântanos e turfeiras, mas também pode ser encontrado em riachos e canais ou, na época das cheias, em florestas inundadas.

O Gourami Azul é geralmente azul esbranquiçado, é uma variação de cor natural do Gourami Marrom ou Lavanda. Suas duas manchas (uma no centro de seu corpo, a outra na base da cauda). Se estas manchas começarem a desaparecer, é provável que o seu peixe sofra de um grave stress causado pela superlotação ou pela falta de água.

O Gourami Azul (Trichogaster trichopterus) tem um corpo longo e achatado, com barbatanas grandes e arredondadas, além de um órgão labirinto que lhes permite respirar o ar directamente. Machos adultos atingem até 15 cm de comprimento e as fêmeas são ligeiramente maiores. O nome científico trichopterus é derivado das palavras gregas triquíase (peludo) e pteron (asa), referindo-se às suas longas barbatanas pélvicas semelhantes a pelos nas quais as células sensíveis ao toque estão localizadas.

O Gourami Azul é territorial e podem não se dar bem com certas espécies. Evite Guppys, Peixe-dourados, Escalar, e Bettas. As melhores opções são incluir Tetras, Loaches, Danios, Mollies, Platies e Peixe-gato. Seleccione espécies de tamanho similar ao Gourami Azul para evitarem comportamentos agressivos.

O Gourami Azul (Trichogaster trichopterus) é um dos mais resistentes da família Gourami. Sua preferência é por águas densamente vegetadas de qualquer tipo, pois seu habitat natural inclui valas, canais, lagos, pântanos, rios e lagos. Gourami azul toleram uma ampla gama de temperaturas e não são exigentes em termos de condições de água. No entanto, eles preferem água macia e levemente ácida durante a época de reprodução.

O jovem Gourami Azul precisa de aquário não maiores do que 60-80 litros, mas à medida que crescem até a idade adulta, onde eles vão precisaram dum aquário de 140 litros. Embora eles tenham um órgão labirinto e possam respirar ar, se for absolutamente necessário, é importante manter o tanque bem filtrado. Você pode querer fornecer um substrato mais escuro simplesmente para fazer um contraste bonito com as cores do Gourami Azul.

O Gourami Azul são excepcionalmente fáceis de alimentar, pois aceitam praticamente todos os alimentos, desde flocos a liofilizados até alimentos vivos. Eles vão consumir este alimento vivo vorazmente e são valorizados pela sua capacidade de eliminar esta praga do aquário em casa.

Também poderá consultar este artigo: Como fazer criação de Anabantídeos, os construtores de ninhos de bolhas

Trichogaster trichopterus

Gourami Azul Fêmea

Os sexos dos Gourami Azul (Trichogaster trichopterus) são principalmente diferenciados pela forma da barbatana dorsal, que é longa e pontuda nos machos, comparada com a dorsal arredondada mais curta das fêmeas. As fêmeas que estão preparadas para desovar mostrarão um inchaço pronunciado na área da mama, enquanto o macho terá uma circunferência muito mais delgada. Ambos os sexos exibem uma cor azul muito mais profunda durante os períodos de reprodução. O macho pode ser bastante agressivo durante a desova, o habitat do aquário deve fornecer amplos locais para a fêmea se refugiar. Na impossibilidade da fêmea ter local onde se esconder, pode resultar a fêmea ser feridade pelo macho.

A desova do Gourami Azul começa com a construção do ninho de bolhas pelo macho, o que geralmente ocorre no início do dia. Depois que o ninho tiver adequadamente sido construído, o macho tentará seduzir a fêmea por baixo nadando para frente e para trás, rosando a suas barbatanas e erguendo a cauda. A fêmea sinalizara sua prontidão mordendo suas costas, ele responde sacudindo repetidamente suas costas contra sua barriga antes de levá-la a um abraço de desova.

Durante a desova, o macho envolve seu corpo firmemente ao redor da fêmea, virando-a de lado ou de costas para que os ovos se elevem sem obstáculos até a superfície. Esse abraço próximo também é importante porque aproxima os elementos reprodutivos o máximo possível. Como os espermatozóides sobrevivem apenas uma questão de minutos na água, o momento de sua libertação e proximidade com os óvulos é fundamental.

Pouco antes de o esperma ser liberado, o par pode ser observado tremendo, um sinal claro de que a desova está próxima da conclusão. Os ovos são liberados imediatamente depois e são fertilizados no momento em que alcançam o ninho de bolhas. O par pode repetir o processo várias vezes ao longo de várias horas. Não é incomum que o número de ovos produzidos chegue aos milhares.

Uma vez que a desova esteja completa, o envolvimento da fêmea acabou, deste momento é aconselhável retire-a para evitar um ataque do macho. Deste dia em diante, até o nascimento, o macho cuidará dos ovos, rearranjando-os cuidadosamente e devolvendo os ovos errantes ao ninho. O Gourami Azul macho pode cuspir correntes de água, um fenómeno interessante visto frequentemente durante a reprodução. Acredita-se que o objetivo desse comportamento seja manter os ovos posicionados dentro do ninho de bolhas.

Os ovos eclodem em aproximadamente 30 horas depois da desova. Alimentar os alevinos deve ser com infusórios e náuplios. Faça mudanças frequentes da água conforme os filhotes crescem, especialmente durante a terceira semana, quando o órgão labirinto se desenvolve.

Trichopodus trichopterus
echinodorus-cordifolius
Echinodorus cordifolius
O nosso grupo no Facebook
Echinodorus Cordifolius
The Aquarium
Copyright © 1983- 2019 todos os direitos de autor reservado. Todas as informações e fotografias contidas nesta página não podem ser reproduzidas, mesmo parcialmente, sem o acordo do autor.
Uma paixão que já dura desde da década de 80, mais precisamente em 1983, o ano da descoberta do mundo da aquariofilia com o meu primeiro aquário de 60 litros, neste momento posso dizer que tenho um conhecimento médio/alto. Bio-Peixe Grupo no Facebook ou Facebook