BioPeixe.com

Bio Beixe

Tudo o conhecimento para o seu aquario

Categoria: Água

Esta página teve 718 views
O valor quimico da água do aquário

É essencial sabermos o valor quimico da água, para podermos dar aos peixes do aquário uma agua a mais semelhante possível ao do local da sua origem.

É da maior conveniência oferecer aos peixes e as plantas em aquário uma água semelhante ao do local de origem, por isso o facto de sabermos o valor quimico da agua da origem do peixe é importante. No entanto é como todos os seres vivos, estes podem adaptar-se a viver, com maior ou menor facilidade em qualquer tipo de água dentro de certos limites. Fazer analisa do valor quimico da água do aquário entes de introduzir o peixe, pode evitar muitos problemas com o peixe, e vai fazer com que se evitam muitas mortes dos peixes que adquirimos. As analisa do valor quimico da agua do aquário quando são feitas semanalmente, vai evitar muitas doenças dos peixes, e assim evitar problemas que mais tarde serão difícil de se resolver.

Amoníaco Nitrito e NitratoMas quando se trata da sua reprodução, é geralmente necessário oferecer-lhe uma água com o valor quimico adequada. Como já vimos a qualidade do valor quimico da água, esta depende de vários factores, mais os que mais interessam ao aquariófilista é a acidez (PH) e a quantidade de materiais mineral dissolvida ou seja a sua dureza (DH). Mas não se preocupe, pois não é preciso frequentar um curso de química para poder satisfazer as necessidades dos seus peixes quanto ao tratamento da água.

No comércio poderá obter diferentes testes da água, tornando a facilitar a análise da água no que disse a respeito das exigências individuais dos peixes de aquário. Dado que as diversas águas da torneira (aguas de aquário) apresentam diferentes propriedades químicas, não se pode aplicar a todas as mesmas regras. Estas diferenças manifestam-se nos seguintes valor químicos das águas.

  1. Valor PH ou grau de Acides
  2. Dureza total (GH)
  3. Dureza de carbonato (KH)
  4. Conteúdo de nitritos, Nitrato e amoníaco (NO2) , (NO3) , (NH3)

O grau de acidez (valor PH):

O valor PH é a medida de todas as matérias ácidas ou alcalinas dissolvidas na água (substancias que acidificam ou tornam agua alcalina). O ponto de partida do valor PH não torna a água quimicamente pura com uma proporção equilibrada de ácidos e com um valor PH de 7 (ponto neutro). Neste caso, os componentes ácidos e alcalinos estão equilibrados.
Quanto mais acido for a água mais baixo será o seu valor PH. Pelo contrário quanto mais alcalina for a água, mais alto será o seu valor PH. O valor PH da água deve ser verificado pelo menos uma vez por semana. Para quase todos os peixes ornamentais de águas doces são, considerados corretos os valores PH entre 6,5 e 8,5.

Os peixes provenientes de rios tropicais de água negra preferem uma água macia com valor PH entre 6,0 e 7,0. Os ciclídeos de África Oriental preferem uma água mais dura com valores PH entre 7,5 e 8,5. Para medir o PH da água do aquário existem vulgarmente no mercado a baixo preço os chamados medidores por método calorimétrico. Utiliza-se um indicador que, adicionado a um certo volume de água adquire uma determinada cor. Faz-se então a comparação da cor resultante com as cores de escala existente para o efeito. Também se pode usar o método de medição eletrónico que é mais preciso, mas de custo elevado. O valor PH no aquário depende diretamente da dureza em carbonatos e do teor em dióxido de carbono (CO2). Se a dureza em carbonatos ou o teor em CO2 se modificar o valor PH também mudara automaticamente.

A dureza total (GH):

A dureza total da água é determinada por vários sais, especialmente os sais de cálcio e os sais de magnésio. Se a porcentagem destes sais for elevada, a água é classificada de dura, se o teor em sais for baixo estamos na presença de uma água macia. A dureza total influencia de forma decisiva as funções orgânicas de todos os seres vivos na agua. A dureza total ideal para a maioria dos peixes ornamentais oscila entre 60 DH e 160 DH (o DH =escala alemã).

A dureza em carbonatos (KH):

Alem dos sais de cálcio e de magnésio quase todas as águas contem bicarbonatos cuja presença se reflete no valor KH. Os bicarbonatos têm um papel importante no aquário, pois desempenha a função de ” tampão ” do PH e evitam uma alteração demasiado grande e rápida do valor PH (por exemplo a queda brusca da acidez). Devido a relação estreita entre o valor KH e o valor PH a dureza em carbonatos também influencia diretamente no bem-estar de todos os organismos do aquário.

Amoníaco, Nitrito e Nitrato (NH3, NO2, NO3):

Devido aos excrementos dos peixes aos restos de alimento e as folhas mortas, a água do aquário recebe combinações de azoto que se decompõem em várias fases.
Em primeiro lugar forma-se o amoníaco que é tóxico ou o amónio não tóxico numa proporção que depende do PH. A formação de amoníaco aumenta com valores PH superiores a 7,0. Com valores PH mais baixo forma-se o amónio não tóxico. Um teor em amoníaco de 0,1 mg/l durante um longo período poderá ser nocivo para os peixes mais sensíveis.
Uma concentração de 0,5 mg/l poderá provocar-lhe a morta dos peixes. As bactérias do género nitrossomas que se acumulam no filtro do aquário decompõem o amoníaco ou o amónio, convertendo-os em nitrito.

Os nitritos são igualmente muito nocivos para os peixes no aquário pelo que deve haver sempre uma filtragem biológica ativa. Só os aquários com um sistema de filtragem intacto garantem concentrações de nitritos inferiores a 0,1 mg/l. O teor em nitritos não deve exceder 0,25 mg/l durante muito tempo dado que um valor de 0,5 mg/l pode causar problemas aos seus peixes de água doce.

Durante a última fase de decomposição as bactérias ” Nitrobactéria ” transformam os nitritos em nitratos que são relativamente inofensivos. Os nitratos servem entre outras coisas como nutriente para as plantas. No entanto em concentração muita elevada tornam-se nocivos tanto para os peixes, como para as plantas, favorecendo ao mesmo tempo o crescimento das algas. Com um teor em nitritos de 25 mg/l considera-se a água contaminada, entre 50 mg/l e 100 mg/l recomenda-se uma renovação parcial da água. Se o valor for superior a 100 mg/l torna-se necessário mudar uma maior quantidade de água.

Chilodus punctatus
Aponogeton Desertorum
Aponogeton Desertorum
O nosso grupo no Facebook
Aponogeton Desertorum
The Aquarium
The Aquarium
Copyright © 1983- 2019 todos os direitos de autor reservado. Todas as informações e fotografias contidas nesta página não podem ser reproduzidas, mesmo parcialmente, sem o acordo do autor.
Uma paixão que já dura desde da década de 80, mais precisamente em 1983, o ano da descoberta do mundo da aquariofilia com o meu primeiro aquário de 60 litros, neste momento posso dizer que tenho um conhecimento médio/alto. Bio-Peixe Grupo no Facebook ou Facebook